sábado, 17 de novembro de 2018

Médicos cubanos deixarão o Brasil ainda em 2018.

O Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) informou ter sido avisado pela embaixada de Cuba que todos os médicos cubanos sairão do Brasil até o fim do ano.


Jair Bolsonaro afirma que Cuba saiu do programa por não concordar com testes de capacidade, mas o país caribenho alega ter tomado a decisão em razão de "declarações ameaçadoras e depreciativas" do presidente eleito.

Segundo a Confederação Nacional dos Municípios, a saída dos médicos cubanos afetará mais de 28 milhões de pessoas.


(Boletim diário do Linkedin - 16/11/18)

Vídeo relativo:





Nenhum comentário: