quinta-feira, 10 de setembro de 2020

O poema nosso de cada dia: Eu fiz tudo o que pude

Eu fiz tudo o que pude

Por você, fui além

Fiz mais do que poderia imaginar.

Passei dos limites,

Eu fiz tudo o que pude

Para este amor conservar.

Infelizmente tudo acabou

Não pude evitar,

que nosso laço se quebrasse.

Relacionamentos não sobrevivem

a ciúmes possessivos

Eu fiz tudo o que pude,

mas não foi o bastante,

O amor dessa vez não venceu.

Eu fiz tudo o que pude.

Eu fiz tudo o que pude.

(Amorim Sangue Novo)

Nenhum comentário: