quinta-feira, 20 de agosto de 2020

O poema nosso de cada dia - O amor imortal

Na imagem: Obra de arte de Henri De Toulouse-Lautrec intitulada O Beijo

Dias de glória
Noites de história 
Quero viver um amor imortal 
Um sentimento real
Que dure o quanto durar
Que consiga me conquistar
Quero dele a amenidade 
Lucidez e claridade 
Com pitadas de sabor 
Encantamento e clamor 
Suspiros em noites excêntricas 
Posições obscenas e concêntricas
Delicadeza de atitudes 
Segredos em amiúdes 
Uma grande eloquência
A subornar com frequência
Um emaranhado de emoções 
Soberbas ponderações
(Amorim Sangue Novo)

Nenhum comentário: