terça-feira, 25 de agosto de 2020

CNJ afasta desembargador que humilhou guarda

Pior castigo aplicado é que, mesmo afastado, seu salário será mantido , sendo que o desembargador já foi alvo de 42 processos disciplinares

O desembargador Eduardo Almeida Prado Rocha de Siqueira, do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), flagrado em vídeo humilhando um guarda em Santos em julho, foi afastado hoje por unanimidade pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) das funções do cargo, mas seguirá recebendo salário temporariamente.

O afastamento é provisório até a conclusão do Processo Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar a conduta do magistrado, que será aberto para o caso. Enquanto o inquérito segue, Siqueira manterá a remuneração.

Nenhum comentário: