quinta-feira, 1 de agosto de 2019

"Bolsonaro poderia contar até 10 e nem abrir a boca"

Cada dia se torna mais natural, políticos, empresários, formadores de opinião e cidadãos comuns aliar-se àos políticos do mal, normalmente visando bens financeiros e  empregatícios pra si ou seus parceiros e/ou familiares, aumentando assim, o quadro de "Alis Babá" em todos os Poderes do Brasil
(Amorim Sangue Novo)

“Bolsonaro, ao invés de envergonhar o país com sua usina de bobagens, poderia fazer o exercício de contar até 10 antes de abrir a boca e tuitar. Ou poderia contar até 10 e nem abrir a boca. Respeitar um pouco que fosse a cadeira de presidente que ocupou trapaceando.”
(ex-presidente Lula, no O Antagonista)

Vejam quantos absurdos Moro provoca na vida política brasileira.
Primeiramente, ele foi, ao mesmo tempo, juiz e acusador.
Agora, ele é, também ao mesmo tempo, réu (pois acusado de crimes sérios) e investigador (pois chefia a Polícia Federal).
Ora, não se pode ser duas coisas ao mesmo tempo. Antes, condenou Lula injustamente. Agora, evita que se faça o necessário juízo sobre seus atos.
Moro tem que renunciar.
(Margarida Salomão, no Facebook)

Leia também:

Dono da Havan mente ao negar “impulsionamento de zap”>>>
Trump não está apaixonado por Bolsonaro; só querfrear parceiro chinês >>>



Nenhum comentário: